quinta-feira, 5 de maio de 2011

Escritora apresenta "lado B" das viagens espaciais

Protótipo de banheiro espacial usado por astronautas que se encontra no centro espacial Johnson, nos EUA


(Folha) Esqueça narrativas heróicas sobre astronautas super-homens que estão à frente das viagens ao Cosmos. O livro "Packing for Mars: The Curious Science of Live in The Void" (sem versão em português), lançado em 2010 pela escritora Mary Roach, apresenta uma visão inusitada e uma série de situações curiosas relacionadas às missões.

Roach trata do "lado B" do programa espacial em suas palestras, levantando questões que poderiam passar na cabeça de qualquer um, como o que acontece com os astronautas quando eles ficam dias sem tomar banho ou se todos estão confortáveis com a ideia de beberem urina filtrada.

Segundo a autora, são esses detalhes "sujos" que atraem a atenção do público, que passa a se interessar novamente pelas viagens espaciais.

Basta lembrar que, em ambientes sem gravidade, o processamento de tudo que é consumido --e eliminado de alguma forma-- precisa ser repensado, relata reportagem do site livescience.com.

No início do programa espacial, a Nasa (agência espacial americana) teve que se concentrar em resolver o cheiro corporal e caspas flutuantes produzidas por astronautas sem banho --algo que se torna intolerável em estadas de longa duração. E são casos como esses que Roach aborda.

Mas, lembra ela, somente um dos capítulos de seu livro foca esse aspecto --e não é o tema principal. E, mesmo assim, obter informações dos astronautas não foi nada fácil, já que eles não querem contar o que realmente de estranho acontece lá em cima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário